Meus livros

BannerFans.com

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Na real

Algumas pessoas são agraciadas, a vida sempre pegou pesado. Bate forte.
Dizem que nos mais sensíveis ela gosta de dar porrada pra valer. Bate tão forte que a qualquer gigante derrubaria. Já os mais sensíveis podem cair, mas logo se levantam. Parece ser uma estratégia meio covarde, não acha? Os mais frágeis deviam apanhar menos. Mas não é assim que funciona a lei da vida para com as almas ousadas que apenas optam e insistem por sentir em si os sentimentos de caráter de origem divino. Hum!?
Vaso ruim não quebra? Não. Vaso maciço, bem forjado, não quebra.

Dizem que quanto mais frágil o homem mais ele sofre e leva porrada. A teoria se baseada na lógica do movimento do universo. O homem não é capaz de entender o seu sincronismo. Os mistérios pertencem aos deuses, ao homem cabe o encanto.

O universo dos deuses ou seres espirituais fica noutra dimensão, porém é um universo que comporta o nosso no qual pensamos pertencer e existir. É algo como que paralelo dentro do núcleo. Entretanto, nada é real; não pertencemos a ele nem sequer existimos. Tudo nesse mundo é apenas reflexo de algo ilusório. Dizem que tudo que pode ser destruído não pode ser real, porque o que é, sempre será o que sempre foi. Faz sentido. A terra pode ser destruída a qualquer momento. Consequentemente...

Por isso, prezados irmãos e irmãs, não vale a pena ser arrogante, intolerante, mesquinho. Bobagem!  Você nem é você.  
Você é mortal e eu morrerei daqui a pouco, digamos... mil anos? Muito pouco, né? Justifica-se, não sou muito frágil. A pesada mão do tempo já se faz demais pra mim. Frágil e sensível? Já fui.

Por mais longo que fosse o tempo de vida, nunca ia satisfazer ao homem. Já pensou nisso?

Cair na real é um dos episódios de humor da epopeia humana que mais agrada aos deuses. Eles se divertem. O verdadeiro você e eu deve estar assistindo a isso, nós, e dando muita risada agora. Bobo!

Em algumas pessoas as porradas da vida são mais intensas. A vida bate mais forte e machuca muito, no entanto, se a vida bate com amor,  passada a dor as lembranças são carícias. 
Mas raramente a vida bate com mãos carinhosas como fosse “poena materno” (punição materna), não acha? Ela tem sido madrasta.

Como será a mão da vida? Antes, eu acho, que era a igreja. Como bateu! Deus me livre. Hoje ela parece tão boazinha! Boazinha e arrependida. Acho que, até que enfim, ela entendeu a mensagem do livro revelação, o Apocalipse.  Será qual é a mão que castiga a humanidade hoje? A mão da justiça não é. A política? Você pode ter razão. Veja o Brasil, o Satanás tomou o poder. E o homem pensa que está no comando. Coitado! Manda porra nenhuma.


Vou ali pagar umas contas e toma uma. Bora lá! 
Ah, vai trabalhar? 
Então, boa sorte e Feliz ano novo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário