Meus livros

BannerFans.com

sábado, 27 de fevereiro de 2016

O último poema




Posso escrever versos muito tristes esta noite,
Porém quero evitar,
Porque a tristeza que hoje envolve minha alma é orgulhosa,
É orgulhosa e ao mesmo tempo humilde
Porque nela tem gratidão por quem um dia soube me amar.

Chamei, ainda a pouco, essa tristeza de tormenta,
Mas não é tormenta,
É ansiedade e compaixão;
Meu coração está em pedaços
E uma alma sem rumo só enxerga escuridão.

Minha alma tornou-se apaixonada demais e carente
Totalmente dependente da mulher amada;
E na ausência do único e grande amor
Nada consola a alma desolada.

A paixão é tanta
Que essa pobre tristeza sente pena de si mesma.
Pensando bem, não é tristeza nem tormenta,
É paixão apenas;
Uma paixão tamanha
Que a própria paixão não se aguenta.

Posso escrever versos muito tristes esta noite, neste último poema,
Mas quero evitar,
Porque ela mesma, meu amor, escolheu de mim se resguardar.

O amor que sempre me deu paz alegria quis voar
Quer ultrapassar novos horizontes, vencer fronteiras, subir ao céu, cruzar o mar;
Escolheu viver de aventuras, ir sempre além, mostrar que sabe voar...
Porém, eu decidi mantê-lo vivo dentro de mim, em repouso no seu altar.

Serão noites de tormenta as que virão.
Acho que o coração não queira suportar.
E uma angústia se mistura a desejos
E tenho visões que me fazem delirar.

Noite de tristeza e tormenta virão.
Já sinto uma tristeza infinita
De pensar que outro se deleita com seus beijos
Enquanto minha alma exausta adormece aflita.

Vou deixar em aberto o verso, com reticência no fim,
Não quero a tristeza e a tormenta como heroínas
Que encerram nossa história de amor como um trágico dilema.

Prefiro pensar que é mudança de clima,
Transição de estação para a renovação do jardim;
Assim preservarei a esperança sem mácula ou pena
E posso estender vida a fora este o último poema.

Mas serei eterno silêncio,
Um poema mudo, um sussurro sem fim.
E nunca mais em verso citarei seu nome,

A menos que um dia você volte pra mim.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus livros

BannerFans.com