Meus livros

BannerFans.com

sábado, 16 de novembro de 2019

Pensamentos noturnos


Bebi o luar na tua boca
Bebi estrelas
Bebi a noite
E tudo nela refletida.
Meu Deus, embriaguei-me do infinito!
Bebi a vida.

Logo transpirava luz.
E a sede nunca sessa
Logo bebi os horizontes
E no alvorecer os montes
Todas as cores do dia.
Ai, meu Deus, bebi a harmonia.


Hoje tudo tenho
Tudo está em mim
E tudo me faz falta
_ sem ser ausência _
Tudo tornou-se eterno, vivo
E por consequência,
Ressurreição eterna
O céu habita em mim
_ E por consequência, o beijo _
Como num abismo sem fim.

O que fazer, meu Deus, de tanta vida a brotar dentro de mim?!

A tua ausência me aproximou-me tanto de mim!
Agora me sinto mais completo
E a falta que hoje sinto de ti nem é falta,
É necessidade de ter-me ainda mais perto.


Não devo querer ser mais do que sou
– se ainda não sei quem sou eu –
De repente já sou mais que suficiente;
Mais que bicho, quase anjo,
Um pouco gente.

Já que há consciência
Não quero pressa
Nem preciso mais paciência.
Sê eu me bastaria.

A beleza sem mim simplesmente não existe;
Pois sem meu olhar nada é colorido.
Nem mesmo a música faz-se alegre ou triste,
É sem sentido
Sem a crítica dos ouvidos.

Mas toda beleza do mundo cabe nos meus olhos
– e ainda sobra espaço para a imaginação –
Quer maior motivo para se viver?
Quer maior perfeição?

Talvez a melhor e única maneira de ser eterno seja compartilhar a vida.
Talvez,
Tudo de nós.
Talvez nada seja nosso, nem meu ou teu.

O dono da vida é o ar
Nada lhe resta
Se este lhe faltar.

Isso explica Deus ter-nos feito à tua própria imagem e semelhança e ordenado a nós a própria multiplicação.
Deus é eterno, porque na Sua obra faz-Se eterna ressurreição.


*********­-*********-**********


Será que tive pensamento ruim?
Insônia?
Alguma coisa espantou os pássaros.

Meus versos?
Silêncio.
Vazia está a manhã.

Talvez seja o momento, a deixa para a minha voz, penso.
Ouvir é uma forma de dizer o que a alma sente.

Erguei os ouvidos e ouça:
Há um breve silêncio para o romper da aurora.

Há sempre um escolhido para a primeira nota.
E quebra-se o silêncio.
Nasce o dia.

No brejo, o coaxar sessa
O grilo, enfim, silencia.
Mas cigarras e 🐝 abelhas reabrem a sinfonia.

Donada o bebezinho acorda
_ mamãe, papai, não se zangue, não é agonia _
Há beleza e mistério nesse choro,
é louvor inocente, é alegria.
São 👼 anjos em coro entoando louvores
A vida refaz-se em harmonia.

Pare e pense.
Por que os pássaros cantam?
O que dizem?
Veja com ouvidos.
Ouça:
Os versos murmurados pela fonte
A gota de orvalho se desprende
O raio de sol que desce
O botão de flor se abrindo
No brejo, o coaxar sessa
O grilo, enfim, silencia
Mas cigarras e 🐝 abelhas reabrem a sinfonia,
Porque os ruídos da vida são acordes de alegria.
Viva, cante, dance...
E seja grato por mais um dia.

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Tua existência



Conforta-me o teu olhar
O teu riso meigo
– que também é cálido –
Que dá sentido à vida,
Tornando o complexo simples
E o simples muito mais válido.

Conforta-me todos os gestos teus:
A tua mão na minha, entrelaçar de dedos...
Está aliança fecunda de bálsamo purificante
Que espanta todos os medos.

Quando nas madrugadas longas
As pálpebras se cerram e prendem-me à escuridão
Recorro a um gesto teu
E logo há luz, de sol ou 🌟 estrelas
E sossega meu coração.

O que em mim inflama, não sei.
Não sei o que arde,
É uma voz que te chama
E tu vens – sempre em tempo – nunca cedo
Nem demasiadamente tarde.

Estranhamente
Até na ausência dá-me conforto
– a tua existência breve –,
Como o brilho de uma 🌹 rosa
Que surge com o dia
E tão logo vai embora.

Mas na lembrança fica
A flor mágica, divina
Renovando-se em cada aurora,
Com sua matiz de viço eterno
Dando vida à memória.

Antes de ti era inexistência;
Contigo veio a luz.
Distante de ti, prévia de morte.
O que virá depois?

Minha consciência desconhece tempo.
Tudo é existência.
Eterno somos.
A rosa, o perfume, o vinho, o riso, o beijo, o sono...
A 🌃 noite plácida
O piano...

Decerto outros vão se deitar na nossa cama.
Que sejam felizes! Felizes, felizes, felizes...
E que a felicidade lhes seja comum.

Eu sei que toda a vida floresce e canta por nós,
Porque somos eternos,
Múltiplos de Um..

domingo, 28 de julho de 2019

Inquietude


O que sou? Não há nenhuma alma que compreenda seu ônus? _ pergunta-se um indigno jesus.

E um anjo invisível responde:
Mas os ombros reconhecem a cruz que a ele pertence
E reclama para si a glória da santificação.

Pelas atitudes Deus santifica as coisas e aos homens.
Faça bom uso das coisas. Usai-as somente para o bem.
Assim, pelos seus atos o homem a si consagra a Deus, e Deus o santifica por completo.

Você tem ignorado a sua missão; aquela pela qual veio ao mundo.
É hora de sair das sombras.

Lembre-se, a sombra é um espaço entre a luz e as trevas.
Escolha a direção.

Todos os dias, do céu descem anjos em raios de luz.
Dos primeiros raios de sol até o crepúsculo, o sol das almas, anjos vem e vão aos céus. Estes transportam milagres.

À noite, descem como estrelas; transportam sonhos. Vem e vão.
Às vezes param em assembleia, na lua, discutem cada missão.

Ergue-se e baixa o sol e esperamos anjos agitar as águas.
Esperamos milagres.

Na solidão das nossas esperanças vimos a luz.
Seja debaixo do céu nublado e tempestuoso ou incrivelmente estrelado esperamos milagres.
E nos olhos agitam-se as águas de Siloé.

Busco o sagrado em tudo e nada vejo.
O que houve com o mundo? O que se deu com os homens?
O sagrado anda escasso ou talvez meus olhos estejam gastos…

O sagrado é o que dá sentido a vida.
Anjos, soprem hinos nos meus ouvidos!

Explica-me o anjo:
Dai e recebei.
Ser feliz é o melhor modo de servir a Deus.
Dedique, pois, a praticar o teu dom e serás feliz.

Aprenda com a natureza.
A árvore floresce e dá fruto
E por apenas cumprir seu dom fornece a sombra, abriga os pássaros, purifica o ar…
E humildemente se renova para novamente melhor servir.

Veja os pássaros, acaso se preocupam ou se queixam da métrica em seus cantos?
Por menos harmoniosos soem, nenhum ouvido são se cansa por ouvi-los.
São perfeitos.

A gota de orvalho é tão somente água; supre a necessidade da terra, mata a sede das almas pequeninas e purifica o homem.
Ela faz seu curso, logo é rio e oceano.

Aonde há pureza não há engano.

Alegre-se por ser semelhante, não queira ser Deus.
Deus é único, Ele é o todo, perfeito e soberano; somos suas partes.
Honrai-O praticando o teu dom, para o que foste criado.

Portanto, faça tudo com amor. Principalmente, faça o que ama.
Seja o que realmente é e para o que veio.
E expressa-te à vida como num espontâneo e simples gorjeio.